sábado, 30 de maio de 2009

Desfile de finalistas do concurso moda inclusiva: 09 de junho

Comente!
Trabalhos foram escolhidos por criatividade e adequação às necessidades das pessoas com deficiência

A Secretaria de Estados dos Direitos da Pessoa com Deficiência realiza no próximo dia 09 de junho, às 19 horas, em sua sede, no Memorial da América Latina, o desfile dos finalistas do concurso Moda Inclusiva. Foram selecionados 20 trabalhos, produzidos por estudantes de moda de faculdades do Estado de São Paulo, dos quais três sairão vencedores.
O concurso é uma iniciativa da Pasta para estimular a criação de modelos de vestuário adaptados às necessidades das pessoas com deficiência. O objetivo é promover a discussão sobre como pensar e fazer moda que respeite a diversidade.
Participarão do júri do desfile: Aline Nóbrega (Vicunha), Anne Gaul (O Estudio), Cid Torquato (Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência), Graça Cabral (SPFW), Paulo Borges (SPFW), Camila Yahn (Pense Moda), Vanessa Vidal (apresentadora do programa Insert), Deuzeni Golgman (esposa do Vice-Governador do Estado de São Paulo) e Tábata Contri (atriz).
As premiações incluem estágio remunerado na empresa Vicunha, livre acesso no evento Pense Moda e credenciais para a São Paulo Fashion Week (SPFW).

O Concurso

Com apoio de Pense Moda, Vicunha, São Paulo Fashion Week e Universidade Anhembi Morumbi, o concurso Moda Inclusiva recebeu trabalhos de estudantes universitários da área de moda de todo o Estado. Cada estudante poderia inscrever até três trabalhos. A seleção dos finalistas, foi baseada na criatividade dos alunos e na adequação das peças ao público-alvo.
Muito mais do que incentivar a criatividade dos alunos, o concurso insere-se no contexto da Responsabilidade Social e pretende chamar a atenção para o tema, ajudando na promoção de uma sociedade mais inclusiva, bem como colaborar para o aumento da auto-estima entre as pessoas com deficiência.

Segmento Pouco Explorado

O mercado de vestuário para pessoas com deficiência ainda é pouco explorado no Brasil, embora tenha potencial para se tornar um novo e expressivo segmento. No Brasil, existem, hoje, 24,6 milhões de pessoas com deficiência. Somente no Estado de São Paulo, são cerca de 4,2 milhões, ou 17% do total do país. "Trata-se de um mercado consumidor bastante representativo, que qualquer segmento gostaria de ter", ressaltou a Secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Battistella.
Nos últimos anos, esse nicho vem crescendo na Europa e nos Estados Unidos. "Devemos trazer para cá esse exemplo de se tratar a todos, independentemente das diferenças, de maneira igualitária", declarou a Secretária. O tema ganha ainda maior relevância em função da Lei de Cotas (Lei 8213/91), que estabelece reserva de percentual de vagas em empresas a trabalhadores com deficiência. O ingresso de maior volume de pessoas com deficiência no mercado de trabalho gera conseqüente aumento de seu poder aquisitivo e também de sua demanda por peças de vestuário.

Confira lista dos finalistas do concurso

Fonte: http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/sis/lenoticia.php?id=326&c=31

DEFICIENTE ALERTA foi criado para orientar,educar,protestar e ajudar todos com deficiência. www.deficientealerta.blogspot.com

0 comentários:

Postar um comentário